Buscar

Apontada como tendência para o design de interiores em 2022, cor dourada é clássica e versátil


Bancada em granito Gold 500, do Grupo Guidoni, traz uma opção de uso do

material, que ganha cada vez mais espaço no mundo dos revestimentos.


Não é de hoje que a cor dourada representa a ideia de triunfo, riqueza e poder. Há séculos era usada em prédios e palácios por chamar a atenção para o esplendor da arquitetura e do design de interiores, que estavam ligados tanto ao divino, quanto ao luxo e ao controle.


Hoje em dia, o dourado volta a ser tendência em projetos de design, seja em bancadas, paredes, pisos ou metais, por exemplo, e está muito mais associado à descontração e à singularidade, ajudando a trazer um contraste entre os diversos estilos presentes no décor do ambiente.


No que diz respeito à pedras naturais, o tom é bastante utilizado em construções do Oriente Médio. O granito Gold 500, do Grupo Guidoni, maior exportador de rochas ornamentais da América Latina e referência no setor, traz um vibrante fundo em tonalidade dourada, que vai ao encontro da nova preferência de arquitetos e designers de interiores.

Carregando tanto a tendência do uso do dourado quanto do amarelo no décor, essa rocha ornamental transmite toda a alegria e a sensação de bem-estar que o mundo tem desejado. Sem contar que as características marcantes do Gold 500 podem ser combinadas com elementos neutros ou mais exuberantes.


O padrão Palisades Gold, superfície em quartzo Topzstone produzida com tecnologia de ponta pelo Grupo Guidoni, por sua vez, traz traços de dourado em um fundo branco, ideal para os perfis mais discretos. O fundo branco e os veios cinzas e dourados ganham um charme ao agregarem tonalidades que caíram no gosto contemporâneo – até mesmo para confecção de bancadas e mesas, uma possibilidade de uso que tem ganhado força entre os revestimentos.


Palisades Gold é inspirado em pedras naturais marmorizadas





Texto de Celina Cardoso | Denise Delalamo Comunicação